quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Número de homicídios cai 60% em Rio Branco

Imprimir E-mail
Escrito por Pedro Paulo   
02-Fev-2011
Ações integradas das polícias no governo Tião Viana completam um mês com números significativos

policiamento_ostensivo_foto_angela_peres_05.jpg
Ações ostensivas de combate à criminalidade na capital acreana tem garantido presença constante em áreas críticas (Foto: Angela Peres/Secom)
O número de homicídios dolosos (quando o agressor tem a intenção de matar) diminuiu 60% no mês de janeiro em Rio Branco, em comparação ao mesmo período do ano passado. Em 2010 foram 10 vítimas, e no primeiro mês de 2011 o número caiu para quatro, segundo o Departamento de Inteligência da Polícia Civil.

Em todo o Estado, a redução foi de 37% no mesmo período - foram 19 vítimas em janeiro do ano passado e 12 em janeiro deste ano. Outro exemplo do declínio dos crimes no Estado está na região do Juruá. Em 2009, foram registrados 44 assassinatos, e 22 em 2010 (redução de 50%).

“Isso não significa que estamos satisfeitos. Os números são animadores, mas precisamos implementar ações todos os dias para enfrentar a criminalidade de forma cada vez mais firme e eficaz”, avalia o secretário de Polícia Civil, Emylson Farias.

Segundo o secretário, as políticas públicas de combate ao crime estão no caminho certo. “O governador Tião Viana tem demonstrado sua preocupação com o setor e realizou novos investimentos. São números consistentes e que mostram a redução da criminalidade”, observa.

Com ações ostensivas de combate à criminalidade na capital acreana, o Sistema Integrado de Segurança Pública tem garantido presença constante em áreas tidas como críticas. As diligências são realizadas em pontos estratégicos, através de investigações, incursões, rondas e abordagens a pessoas, veículos, estabelecimentos comerciais (bares) e locais suspeitos.

Soma-se a isso a modernização das técnicas de investigação, que vem proporcionando a elucidação de crimes diversos. “O Acre é o único Estado brasileiro que elucida 86% de homicídios. Além disso, os instrumentos de investigação vêm permitindo o desbaratamento de quadrilhas e de organizações criminosas que tentam se instalar aqui”, completou Farias.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vende-se Uma Casa em Tarauacá