quarta-feira, 11 de abril de 2012

Cidade do Povo começa a ser construída a partir de maio

Qua, 11 de Abril de 2012 04:17 Agazeta
Cidade-do-povoTerminal de transportes, centro de saúde, escolas, creches, mercados são alguns dos atrativos que compõem o projeto habitacional Cidade do Povo. A meta de entregar até 2014 mais de 10 mil unidades habitacionais em Rio Branco é ousada, mas o cronograma de ações começa a ser executado no próximo mês, com as obras de infraestrutura. A informação foi repassada aos telespectadores da Fundação Aldeia de Comunicação pelo secretário de Infraestrutura e Obras Públicas, Wolvenar Camargo.
“Em maio vamos iniciar as obras de terraplanagem e do sistema viário. Em seguida as unidades habitacionais começam a ser construídas”, enfatizou o secretário. A Cidade do Povo será construída na BR-364 e contará com total infraestrutura urbana, de maneira planejada. De acordo com o projeto, as instituições serão agrupadas na avenida central da Cidade. Além disso, o projeto inclui a construção de estação de tratamento de esgoto, drenagem, vias pavimentadas e toda a infraestrutura que há numa cidade. As menores vias púbicas da cidade, por exemplo, terão em média sete metros - tamanho igual ao da maior parte das grandes vias de Rio Branco.

Até 2014 o Governo do Estado terá investido R$ 1 bilhão em habitação. A previsão é de que 60 mil pessoas sejam beneficiadas com a consolidação do Cidade do Povo. A entrega das unidades habitacionais segue um cronograma definido pela Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas. Ainda neste ano serão entregues 1000 unidades, no próximo ano a meta é entregar 2.348 casas e em 2014 a previsão é de que 5.600 famílias sejam contempladas.

“Além das mil unidades habitacionais que serão entregues na Cidade do Povo neste ano, ainda temos em andamento 3.700 casas do Programa Minha Casa, Minha Vida que também serão entregues”, lembrou o Camargo.

Das 10.500 habitações, nove mil já estão pré-aprovadas. Três mil serão destinadas às famílias que moram em áreas baixas de Rio Branco e são atingidas pela cheia do Rio Acre. Estas casas terão 100% de subsídio do Governo Federal. Para as famílias com renda de zero a três salá-rios mínimos serão destinadas 3.347 unidades, e outras duas mil para as famílias que recebem entre três e seis salários mínimos, e outras 600 para as que pos-suem renda entre seis e dez salários mínimos.

fonte (Agência Acre)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Termina Prazo para Vistoria de Veículo de Leílão

O 2º Leilão Público de Veículos do município de Tarauacá, que foi realizado no dia 06 de julho, no auditório da Escola de Ensino Médio ...