quinta-feira, 12 de abril de 2012

Empresa de Orleir Cameli é acusada pelo TCU de superfaturar obra na BR-317 entre Amazonas e Acre

O convênio para recuperação da BR-317 foi firmado em 2008, entre o Dnit e a Secretaria de Estado de Infraestrutura.

[ i ]  A Colorado é de propriedade do ex-governador do Acre, Orleir Cameli, e já foi condenada diversas vezes no Acre por irregularidades em licitações, obras inacabadas e superfaturamento.
 
Manaus – O Tribunal de Contas da União (TCU) encontrou irregularidades cometidas pela empresa Colorado na obra de pavimentação da BR-317, que liga o município de Boca do Acre, no Amazonas, ao estado do Acre, orçada em mais de R$ 76 milhões. Segundo o órgão, já foram pagos R$ 62 milhões e há desvio de R$ 25 milhões, principalmente em superfaturamento de matéria prima. Nesta quarta-feira (11), o senador Alfredo Nascimento (PR), foi à tribuna do Senado cobrar que a empresa devolva o valor para os cofres públicos.

Leia Mais Aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Termina Prazo para Vistoria de Veículo de Leílão

O 2º Leilão Público de Veículos do município de Tarauacá, que foi realizado no dia 06 de julho, no auditório da Escola de Ensino Médio ...