quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

77% da população da capital é favorável à fiscalização eletrônica



O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) realizou pesquisa em março de 2012, por meio do Instituto Data Control, visando obter informações sobre o modelo de trânsito que a população de Rio Branco deseja. Nesse contexto, 77% dos moradores da capital acreana se mostraram a favor do retorno da fiscalização eletrônica.
 





















 
Ao serem indagados sobre a intenção do Detran de retomar a fiscalização eletrônica, com o objetivo de diminuir os índices de acidentes de trânsito, para somar às atividades já realizadas nas áreas de educação e fiscalização, 50,6% das pessoas entrevistadas disseram ser totalmente a favor, 27%, parcialmente a favor e 22,4%, totalmente contra.
A diretora-geral do Detran, Sawana Carvalho, explica que a coleta de dados foi realizada através entrevistas domiciliares em Rio Branco, com utilização de questionário elaborado de acordo com os objetivos da pesquisa e sorteio aleatório das mil pessoas entrevistadas.
“É importante que a população tenha consciência de que a fiscalização retornou para salvar vidas. Uma pessoa internada por acidente de trânsito custa aos cofres do Estado cinco mil reais por dia. Certamente esse recurso poderia ser empregado em educação, saúde ou em qualquer outra área que esteja precisando de investimentos”, frisa Sawana.
77% da população da capital acreana se mostrou a favor do retorno da fiscalização eletrônica (Foto: Arquivo Secom)
77% da população da capital acreana se mostrou a favor do retorno da fiscalização eletrônica (Foto: Arquivo Secom)






























A gestora do órgão completa que alguns insistem em chamar os radares de "máquina de arrecadar dinheiro". "Mas nós os batizamos de 'salva-vidas', pois só é multado quem infringe as leis de trânsito. Por isso, ficamos satisfeitos ao saber que a maioria da população aprova o retorno da fiscalização eletrônica.”
Os radares estão funcionando desde o último dia 7, em caráter educativo. Os condutores terão 30 dias para se adaptar à localização dos equipamentos. Após esse período, o órgão irá multar os veículos que forem flagrados descumprindo as leis de trânsito.
“Reafirmo nosso compromisso com a vida. Atendemos às solicitações dos cidadãos de desligarmos a fiscalização eletrônica no período noturno. Realizamos alguns estudos através da nossa engenharia de trânsito e resolvemos que os aparelhamentos que controlam a parada sobre a faixa e avanço de semáforo serão desligados, mas a velocidade da via deverá ser respeitada, pois será cobrada”, ressaltou a diretora.
 
fonte: www.ac.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Termina Prazo para Vistoria de Veículo de Leílão

O 2º Leilão Público de Veículos do município de Tarauacá, que foi realizado no dia 06 de julho, no auditório da Escola de Ensino Médio ...