quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Comunidade Polo Socó em Tarauacá é beneficada pelo governo do Acre

Imprimir E-mail

Escrito por Terezinha Moreira   
08-Fev-2011
Ação faz parte dos incentivos do Programa de Inclusão Social e Desenvolvimento Sustentável do Estado do Acre
<>comunidade______plo_soc.jpg
sr__jos_clio_da_silva_-_presidente.jpg
A comunidade Socó tem a maior produção agrícola de Tarauacá (Foto: Assessoria SEAPROF)
Em continuidade às ações produtivas e empoderamento aos produtores familiares, o governo do Estado do Acre entregou no último fim de semana para a comunidade Polo Socó um barco para escoamento da produção. A comunidade fica distante uma hora e meia de barco subindo o rio Tarauacá.

A entrega da embarcação contou com a participação da presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tarauacá, Maria Inês, da presidente da Associação Primeiro de Junho, José Célio da Silva, que representa a comunidade Socó, e do técnico da Seaprof Gleicioney Fernandes, além de todos os sócios da associação e produtores locais.

A COP Socó é uma das comunidades com maior produção agrícola de Tarauacá. Ela abastece principalmente o mercado interno do município, além de promover a segurança alimentar de comunidades vizinhas.

“Temos muito a agradecer ao governo do Estado pela entrega desse barco. Ele será de grande valia para nossa comunidade, e partir de hoje não pagaremos mais o frete para levar nossa produção. Nós mesmos vamos vender direto no mercado de Tarauacá e deixaremos uma parte para custear o combustível", afirmou o presidente da Associação Primeiro de Junho.

“O Proacre vem mostrando que é possível trabalhar em áreas rurais no período chuvoso. Hoje estamos superando esse mito", ressalta Gleicioney Fernandes, da Seaprof.

Planos de Desenvolvimento da Comunidade - PDCs

Para executar o planejado para os 120 dias iniciais da gestão do governador Tião Viana, a Seaprof, em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente (Sema), retornará  às comunidades de Tarauacá, Feijó e Jordão para pactuar os Planos de Desenvolvimento da Comunidade, que preveem o financiamento de ações produtivas de acordo com as necessidades de cada região beneficiada. “Está sendo finalizado o cronograma de viagem em parceria da Seaprof com a Sema, a principio com saída prevista para 15 deste mês e retorno em 1 de março”, afirmou Fábio Henrique, coordenador da Unidade Técnica do Proacre-Seaprof.

De forte cunho social e ambiental, os PDCs estão amparados em duas linhas de atuação: recuperação de áreas alteradas e fomento à produção sustentável e consolidação de cadeias produtivas, o que possibilita a elevação da qualidade de vida e segurança alimentar da população ribeirinha do Estado.

A união de esforços busca garantir que essas comunidades, que ficam distantes alguns dias de barco da sede dos municípios, possam ser contempladas pelas políticas públicas desenvolvidas pelo Estado. O Proacre busca suprir essa carência e transpor as dificuldades da região, além de proporcionar uma linha de financiamento específica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vende-se Uma Casa em Tarauacá