quinta-feira, 26 de maio de 2011

Governador Tião Viana anunciou concurso para 200 vagas ainda este ano

governador_empossa_novos_delegados_fotos_sergio_vale_9.jpg


O governador Tião Viana deu posse a sete novos delegados e dois escrivães da polícia civil na tarde desta quarta-feira, 25. A solenidade ocorreu no Departamento de Polícia Civil. A chegada dos concursados foi recebida com uma boa notícia, anunciada pelo chefe do Executivo: a autorização de concurso para preenchimento de 200 cargos. 

Foram empossados os delegados Marco Antônio de Toledo Geraldo, Fabrizzio Leonard Sobreira, Lucélia Dias Felix Martins, Ricardo Castelo Rodrigues Casas, Antônio Carlos Marques Mello, Roberto de Oliveira Lucena e Martin Fillus Cavalcante Hessel, o único acreano da turma, que vai assumir a Regional do Baixo Acre, com sede em Plácido de Castro. 

“Agora inicia uma nova etapa, de muita responsabilidade, de um dever que assumimos e do qual a sociedade espera o nosso melhor. Nós fomos preparados para isso e sabemos da importância de uma conduta justa, à luz da legislação. Ficamos felizes em contribuir e fazer parte do sistema de segurança do Estado”, disse Fabrízzio Sobreira, que vai assumir a delegacia de Plácido de Castro. 

Esta é a primeira vez que a Polícia Civil terá 76 delegados na ativa, possibilitando cobrir 100% dos municípios acreanos, sendo que em apenas quatro (Santa Rosa, Jordão, Marechal Thaumaturgo e Porto Walter) não haverá delegado com residência fixa, mas os serviços são feitos por designação. 

“O policial é o servidor mais vigiado do estado e tem mais que a obrigação de fazer sempre a coisa certa, de ser exemplo, de ter conduta reta. Mas ele também tem a possibilidade de ser um verdadeiro promotor da inclusão social e é isso que os senhores serão nesta nova missão”, disse o secretário geral da Polícia Civil, Emilson Farias.

Ele lembrou dos bons resultados que a Polícia Civil, integrada ao Sistema de Segurança Pública, tem alcançado, como a prisão de 35 acusados de estupro contra vulneráveis nos últimos 90 dias. Nos primeiros quatro meses do ano o índice de homicídios caiu pela metade. “Temos nos esforçado para combater a violência, principalmente contra crianças, e o crime-mãe que é o tráfico de drogas, que acaba por ter influência sobre os demais”, destacou.

Em seu discurso, o governador Tião Viana ressaltou que quanto maior o cargo, maior também é a responsabilidade de quem o assume. “Ser autoridade policial não significa transpor as fronteiras do que está na lei, mas, o contrário, que é o cumprimento das responsabilidades adequadas. Esse é um momento de festa e o que vejo em cada um é a motivação. A Polícia Civil vive uma fase importante, agora com casa própria, e tem contribuído muito com a redução dos índices de violência. É por isso que aproveito aqui para anunciar que o Governo do Estado está autorizando concurso para 200 vagas para Polícia Civil”. 

Segundo Emilson Farias, serão 30 vagas para escrivães, seis para médicos legistas e 164 para agentes de polícia civil.

fonte: Agência de Notícias do Acre

Nenhum comentário:

Postar um comentário