quarta-feira, 29 de junho de 2011

Aliado diz que Marina pagou preço caro por se filiar ao PV


O economista José Eli da Veiga, professor da USP, divulgou uma carta aberta enviada à senadora Marina Silva (PV) na qual diz que ela foi "forçada a pagar caro pedágio" pela obrigação legal de estar filiada a algum partido para concorrer à Presidência nas eleições do ano passado.
Veiga foi um dos articuladores da campanha de Marina. A senadora deve deixar o PV e já autorizou os aliados a buscar abrigo temporário em outras legendas para disputar as eleições municipais de 2012.
Na carta, o economista afirma que é hora de assumir que partidos políticos estão obsoletos e que deixaram de fazer sentido "com a democracia eletrônica".
"O que interessa é conquistar uma evolução institucional adaptada à realidade presente, e não à realidade dos séculos 19 e 20. O nó da questão é, portanto, a legislação eleitoral brasileira", diz.
Depois de três meses de queda de braço com a cúpula do PV, Marina, terceira colocada na eleição presidencial de 2010, deve anunciar na próxima semana sua saída do partido.
Ela planeja reunir verdes e simpatizantes num movimento político baseado na internet antes de articular a criação de outra sigla para disputar o Planalto em 2014.
A senadora também criará um instituto com seu nome, dedicado a ações de educação ambiental e formação política.
A intenção da verde, segundo aliados, é usar a ONG para "politizar" fiéis e se manter em evidência no segmento evangélico, que já representa 25% dos brasileiros.
Como o mandato dela no Senado termina dia 31, o plano é acelerar a criação do instituto para evitar um afastamento dos eleitores.

fonte: folha.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário