quinta-feira, 30 de junho de 2011

Porque as coisas NÃO se concretizam como projetado

Nesse pequeno contexto colhido hoje quinta-feira (30) em poucos minutos andando pelas ruas da nossa cidade dar para se ter a ideia de como as obras públicas (e não é tão grandiosa assim) projetadas não são executadas de forma a cumprir o cronograma. Dentre várias obras e ações um dos exemplos é do almoxarifado do DEPASA e a “Avenida Modelo” no centro da cidade. Obras que custam caro ao erário público e não ficam prontas.
Falando do almoxarifado do DEPASA (antigo Deas), já são mais de 03 (três) meses tentando construir uma obra que levaria no Maximo 01 (um) mês.

Com relação a “Avenida Modelo”, prometida em 2009 para ser uma das mais belas obras de engenharia e arquitetura da região, não foi concluída e esta longe de ser uma obra dentro dos padrões de qualidade. O estreitamento da avenida nos pontos que dão acesso as demais ruas, aumento significativamente os riscos de acidentes, a falta de sinalização outro fator preponderante para aumentar os acidentes de trânsitos, outro risco é a insuficiência de iluminação. Causa estranheza que nenhum órgão de fiscalização deste município se manifeste com relação a esta obra que já se gastou muito dinheiro publico.





Às vezes me pergunto qual é realmente a função da administração pública? Será que é somente administrar a folha de pagamente? Fazer a coleta de lixo? Digo isso por que não é de agora que venho observando as construções particulares da nossa cidade. Dando uma olhada vir muitas dessas construções que usam as vias públicas para depósito de material de construção e restos de entulhos de suas obras. Isso deixa a cidade com um ar de abandono, e o mais grave é que em muitos locais dificultam o transito de carros, motos, pedestres e mais uma vez nenhum órgão de fiscalização se manifesta para coibir e punir esses proprietários. Deixar a cidade limpa e com condições para que cada cidadão tenha o direito de ir e vir garantido pela Constituição Federal acredito que é um dever do administrador público e a cobrança deve partir primeiro dos órgãos de fiscalização (Câmara Municipal e MP) e a população pode e deve ajudar fazendo denúncias e reclamações.  





Essas imagens mostram apenas o centro, dai cada cidadão tire suas conclusões de como estar os bairros da nossa querida Tarauacá. Não é bela maravilha (bem que gostaria que fosse) como alguns teimam em dizer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Termina Prazo para Vistoria de Veículo de Leílão

O 2º Leilão Público de Veículos do município de Tarauacá, que foi realizado no dia 06 de julho, no auditório da Escola de Ensino Médio ...