terça-feira, 14 de junho de 2011

Diálogo prevalece e sindicatos da Educação fecham acordo com Governo




Ernani Baracho (Assessoria SEE)   
13-Jun-2011
Reajuste será  de 20% para todos os servidores da Educação

Os Sindicatos dos Trabalhadores em Educação (Sinteac) e dos Professores Licenciados do Acre (Sinplac) fecharam nesta segunda-feira, 13, o reajuste salarial da categoria com o Governo do Estado. A proposta de 20% foi aceita pelo governo, que concederá o aumento de forma escalonada em quatro vezes de 5%. A primeira parcela será paga no próximo mês de julho e as outras três restantes, nos meses de Janeiro, Julho e Dezembro de 2012.

As negociações do reajuste com o Governo tiveram início no mês de maio, quando houve a primeira reunião. Em todos os encontros aconteceram avanços. De acordo com o presidente do Sinteac, Manoel Lima, todos saíram ganhando com o acordo. ”Achamos que ter 20% de aumento em um ano e meio foi um avanço, além de todas as outras conquistas. Vale à pena ressaltar que o ganho foi para provisórios, efetivos e aposentados”.

Com o aumento, o salário do professor de 30 horas/aula, em início de carreira, passará dos atuais R$ 1.675,79 para R$ 2.010,00. Os sindicatos também conseguiram antecipar a progressão de letra para o mês de julho de 2012, que antes estava apenas para setembro do mesmo ano. Em média, a progressão fica em torno de 10%.

Aucilene Gurgel, presidente do Sinplac, parabenizou o Governo pela condução das negociações. “A equipe do Governo teve muita competência. Esta foi a melhor negociação dos últimos anos”, destacou a sindicalista, que ainda ressaltou a disponibilidade do Governo para dialogar sobre a revisão do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR).

Para o Secretário de Educação, Daniel Zen, todo o processo em torno das negociações foi uma demonstração de bom senso de ambos os lados.  “Foi um processo longo, mais proveitoso, onde o diálogo prevaleceu, e nunca a radicalização”. Daniel disse ainda que os encontros foram pautados pela transparência das informações, se referindo a responsabilidade do Estado com os impactos no orçamento do Estado.

fonte: Agencia de Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário