quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Governo propõe mínimo de R$ 619,21 em 2012 e vê impacto de R$ 13,3 bi

Valor do salário é maior do que o projetado pelo governo na LDO enviada ao Congresso em abril
 
Eduardo Breciani e Renata Veríssimo, da Agência Estado
Presidente do Senado, José Sarney, e o presidente da Câmara, Marco Maia, recebem Belchior para entrega do Orçamento - Ed Ferreira/AE

BRASÍLIA - A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, entregou nesta manhã ao Congresso Nacional a proposta de Orçamento para o ano de 2012. Segundo a ministra, o salário mínimo proposto pelo governo para o próximo ano é de R$ 619,21, um aumento de 13,6%. O impacto do aumento será de R$ 13,3 bilhões no Orçamento do ano que vem.

Presidente do Senado, José Sarney, e o presidente da Câmara, Marco Maia, recebem Belchior para entrega do Orçamento
O projeto foi entregue ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Ele fará o pronto encaminhamento da proposta à Comissão Mista de Orçamento para a tramitação do projeto. O relator será o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP).
O valor do salário mínimo revelado hoje pela ministra Miriam Belchior é maior do que projetado pelo governo quando do envio da lei de diretrizes orçamentárias (LDO) para 2012 ao Congresso, em abril deste ano. Nos parâmetros utilizados pelo governo para elaboração da LDO, o mínimo previsto era de R$ 616,34.


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário