terça-feira, 17 de janeiro de 2012

AI DE TI TARAUACÁ, TERRA DE MARILETE OU TERRA DOS NÁUAS TEM MULHERES "ESCROTAS"


Dias desses, suando como quem está sob pressão (talvez da boa consciência), o senador do povo, ou Petecão para os menos aficionados pela politicagem, concedeu entrevista ao apresentador Nelson " Tamém" Júnior _ O "Nelsin" _ na RTV Juruá.

Mas não quero falar de Nelson " Tamém" Júnior.

Deixemos então pra lá ? Nelson, sim. A entrevista, desta feita, nem tanto.

Fora o fato risível de ver o esforço do Petecão em querer mostrar uma capacidade de argumentação que não possui, a entrevista passaria incólume , se não fosse por um detalhe. Vejamos a seguir.

Segundo o senador 100% popular como o caviar, a prefeita de Tarauacá em um gesto de humildade, teria solicitado ao Midas do Juruá, o Vagner com " V" ( não com "W" cambada ! ), conselhos para tirar a outrora Vila Seabra do limbo no qual se encontra.

Ai de ti Tarauacá ! O que pode te ensinar, a personificação da eficiência administrativa de camisa-manga-polo-do-jacarezinho ? O alquimista das luzes foi mais um a contribuir para transformar uma cidade projetada por Taumaturgo de Azevedo para ser progressista em um paço do anacronismo, do conformismo " pelo o menos ruim". Cruzeiro do Sul com Vagner perdeu mais quatro anos de sua centenária existência, rumo ao seu futuro grandioso que teima em não chegar.

A administração "Vagneriana" ( de onde tiraram tal neologismo ?) não resiste ao menor senso crítico e não deve servir de exemplo para ninguém, senhora prefeita de Tarauacá ! No Brasil existem raros, mas bons exemplos, a serem seguidos como forma de administração moderna, transparente e democrática. Cruzeiro do Sul não está entre eles.

A não ser, claro, que a prefeita Marilete queira aprender como atiçar as mãos nos beiços dos jornalistas ( no figurativo, mas ao vivo) que ousem não compartilhar com o "bê-a-bá" de sua prefeitura.

Ou então como prefeita, ser uma ótima fazendeira, dona de gado. Se a senhora tiver fazenda pode aprender como asfaltar o ramal ( ou parte dele) que dá acesso a ela, antes de todas as ruas esburacadas de sua cidade e ainda transformar isto "em quilômetros de asfalto" nas caras peças publicitárias.

Nos dois casos, sim, haveria um bom professor.

Cuidado povo de Tarauacá ! A ventania da competência que derrubou o mesmo ginásio esportivo por duas vezes aqui em Cruzeiro do Sul, a se confirmar as boas novas anunciadas pelo sorriso esplêndido do senador Petecão, pode chegar à cidade do Abacaxi Grande nos próximos meses.

Tarauacaenses não saiam às praças, protejam as cuminheiras de vossos ginásios !

Está longa a postagem, mas continuemos.

Ontem, em entrevista feita pelo reporter Genival Moura, também da RTV Juruá, um grupo de senhoras, moradoras do bairro João Alves reclamaram da falta de poder público municipal e de homens para fazer uma simples vala que permitisse o escoamento das águas, que teimam em alagar o terreno de suas residências, trazendo, no bojo, todo tipo de animais com peçonha.

O grupo decidiu não esperar [ mais e mais ainda ] pelo povo de bigode e por conta própria mostraram como é que faz. Aquelas severinas cruzeirenses honram as saias que vestem. Bom, é mister lembrar que elas não estavam inclusas entre aqueles que duvidaram que a ponte sobre o Juruá seria concretizada.

Em tempo: é claro que para cavar a vala tiveram que trocar as saias por calças compridas e calçarem botas, outrora de uso exclusivo masculino. São acima de tudo emancipadas, aquelas senhoras.
Mas o que uma entrevista tem a ver com a outra ? Para a lógica dos defensores de plantão, nada. Para os desconfiados, tudo. Para este obtuso blogueiro quase nada, a não ser o fato de achar que a prefeita Marilete ( que usa saia também) podia mesmo era levar o exemplo daquelas mulheres do bairro João Alves para sua administração no lugar da ventania da eficiência vendida pela dupla Petecão e Sales. Elas fazem, mesmo, não bafejam. Elas, sim, são verdadeiramente do povo mesmo não sendo 100% popular a se lambuzar no caviar...

fonte:  jurubeba

Nenhum comentário:

Postar um comentário