terça-feira, 14 de maio de 2013

MPE se manifesta e mantém prisão de 8 dos 15 presos pela Operação G7

A manutenção das prisões analisadas até o momento foi mantida pelo procurador Oswaldo D’Albuquerque

No microfone, o procurador de Justiça, Osvaldo D´Albuquerque, do Ministério Público Estadual (MPE)/Foto: Arquivo
No microfone, o procurador de Justiça, Osvaldo D´Albuquerque, do Ministério Público Estadual (MPE)/Foto: Arquivo
O Ministério Público Estadual -MPE- se manifestou pela não revogação da prisão de oito dos 15 presos pela Operação G-7, desencadeada pela Polícia Federal na última sexta-feira (10).

A manutenção das prisões analisadas até o momento foi mantida pelo procurador Oswaldo D’Albuquerque. Outros sete pedidos estão sob análise da procuradora Gilcely Evangelista.

Na manhã desta segunda-feira, os delegados da Polícia Federal responsáveis pelo inquérito da G7 se reuniram com a procuradora-geral de Justiça, Patrícia de Amorim Rêgo. Segundo ela, a PF terá 10 dias para enviar o relatório final da investigação. Após este período, o MP terá mais cinco dias para emitir seu parecer, em que pedirá a condenação ou absolvição dos acusados.
 
Segundo Patrícia, como se trata de uma investigação de mais de dois anos, o MP montará uma força-tarefa para cumprir os prazos legais.
 
Ela afirma que além dos processos na esfera criminal, também pode haver na área cível no caso de constatada a improbidade administrativa. Entre os promotores que analisarão o inquérito estão os que integram o Grupo de Combate ao Crime Organizado.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário