sábado, 18 de maio de 2013

Soldado da Borracha: Vivendo de Esperança



 
A mais de dez anos que a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), propôs uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional), para equipara os salários dos Soldados da Borracha com a dos “Pracinhas”, como são conhecidos os ex-combatentes da Segunda Guerra Mundial. A relatora da PEC a Deputada Federal Perpetua Almeida (PC do B – AC), vem tentando senssibilizar os demais deputados para que a proposta entre em pauta de votação e se faça justiça aos Soldados da Borracha que prestaram um enorme serviço à pátria, ajudando os aliados com a produção de borracha para a Guerra.

A grande maioria dos Soldados da Borracha passa por dificuldades financeiras e também de saúde. Quando vieram para Amazônia foram atraídos pela propaganda enganosa do Governo Federal que mostravam em seus cartazes um eldorado de facilidades, mas a realidade quando chegaram aqui era bem diferente. Enfrentaram um ambiente inóspito, animais selvagens, pragas, doenças e sem contar que já saiam de sua cidade devendo para o patrão e a divida a cada dia aumentavam mais. Por aqui permaneceram sem receber do governo as condições para voltar a sua terra natal para rever seus familiares.

Os soldados da borracha, já estão com a idade avançando e se não houver uma mobilização da sociedade para pressionar os políticos para aprovar a PEC, muitos d’eles não conseguiram alcançar esse beneficio tão sonhado. Os pracinhas como são conhecidos que seguiram para o embate na Guerra, muitos não chegaram nem a empunhar uma arma e nem a disparar um tiro sequer, tiveram que voltar, pois a Guerra já Havia acabado com a rendição da Alemanha e nem por tiveram seus direitos ceifados pelo governo. Enquanto que os Soldados da Borracha, continuaram e continuam lutando para sobreviver. É preciso que o Congresso Nacional der uma resposta rápida e faça justiça equiparando o salários desses combatentes com os dos Pracinhas, isso é justiça social e reconhecimento pelos serviços prestados. 
Divulgue essa e outras publicações, faça seu próprio texto apoiando a aprovação da PEC dos Soldados da Borracha. Publique no Facebook, enfim nas redes sociais para que esse movimento ganhe força  e faça com que os nobres deputados se senssibilize com esta causa. 

 
 
 


  

Um comentário:

  1. No Brasil, só aprovam quando há jogo de interesse do governo, como aconteceu com a PEC dos PORTOS, que se dane o resto.
    A PEC 556/2002 dos Soldados da Borracha, vêm se arrastando há mais de dez anos, e até hoje o descaso desses políticos em aprovar a matéria. Será aprovada quando não existirem mais soldados da borracha para contar a história.
    A nossa presidenta se quisesse,
    bastava editar uma MP (Medida Provisória.
    Infelizmente esse é nosso Brasil, de políticos corruptos.
    Dilma, fora!!! e toda a turma do PT.

    ResponderExcluir

Vende-se Uma Casa em Tarauacá