sexta-feira, 11 de julho de 2014

Há 16 anos, candidatos ao governo prometem trazer grandes empresas para o Acre

Ray Melo, de ac24horas
 
A promessa de campanha dos candidatos que disputam o comando do governo do Acre, que mais se repetiu nos últimos anos, é a de trazer grandes empresas para o Estado. Eles usam e abusam da proposta que não é cobrada pelo eleitor.
Há 16 anos, Jorge Viana (PT) usou o artifício na campanha de seus dois mandatos (nenhuma grande empresa se instalou no Acre). A promessa mirabolante foi ressuscitada na campanha de Binho Marques (PT), mas ele não cumpriu.
Depois do governo técnico que não agradou aos petistas, realizado por Binho Marques, o irmão de Jorge Viana, o senador Sebastião Viana (PT) também se comprometeu, em campanha, que iria “trazer grandes empresas para o Acre”.
Sebastião chegou a inaugurar a Zona de Processamento de Exportação (ZPE), no segundo ano de seu mandato, mas até o momento, a ZPE estaria servindo apenas para cultivar capim. Nenhuma grande empresa se interessou pelo local.
As promessas estariam passando despercebidas pelos eleitores. A industrialização cantada em prosa e verso pelos postulantes petistas ao cargo mais importante do Estado ficou nas páginas esquecidas dos planos de governo.
Os três governadores eleitos pelo PT não conseguiram cumprir o prometido nas batidas peças publicitárias que devem voltar este ano. A novidade é que a promessa do PT também fará parte do plano de governo do PSDB.
propostas_abre
O candidato governo do Acre, Márcio Bittar (PSDB) deu a primeira demonstração que usará a proposta de “trazer grandes empresas”, para atrair os leitores e alavancar sua campanha para chegar a cobiçada cadeira do executivo.
Em reunião realizada no município de Acrelândia, Bittar prometeu reduzir a carga tributária para atrair grandes empresas para o Acre. O tucano afirma que esta será uma das metas iniciais de sua gestão, parafraseando os petistas.
O tucano que promete “um Acre melhor” também caiu na tentação das grandes promessas encampadas sem sucesso pelos governadores petistas Jorge Viana, Binho Marques e Sebastião Viana. Quando será que o eleitor vai começar a cobrar?
Enquanto Sebastião Viana e Márcio Bittar tentam manter viva a promessa de trazer grandes empresas para o Acre, o eterno candidato Tião Bocalom (DEM) repete o tema “produzir para empregar” das últimas três campanhas derrotadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Termina Prazo para Vistoria de Veículo de Leílão

O 2º Leilão Público de Veículos do município de Tarauacá, que foi realizado no dia 06 de julho, no auditório da Escola de Ensino Médio ...