segunda-feira, 4 de abril de 2011

Primeira travessia sobre a ponte do Juruá

Imprimir E-mail
Flaviano Schneider   
04-Abr-2011
População, trabalhadores, deputados e assessores acompanham governador Tião Viana em ato que simbolizou a união do Vale do Acre com o Vale do Juruá
22_999s8df.jpg
8_999sd7f7f7df.jpg
O governador Tião Viana, acompanhado do vice-governador Cesar Messias, vinte deputados estaduais, secretários, trabalhadores e a população cruzeirense, participou na manhã desta segunda-feira, 4, da primeira travessia oficial sobre a ponte do Juruá (Foto: Onofre Brito)
O governador Tião Viana, acompanhado do vice-governador Cesar Messias, vinte deputados estaduais, secretários, trabalhadores e a população cruzeirense, participou na manhã  desta segunda-feira, 4, da primeira travessia oficial sobre a ponte do Juruá, a maior do Estado do Acre, com 550 metros de extensão. Um momento para ser lembrado para sempre, já que, pela primeira vez, o Juruá é atravessado sem utilização de algum tipo de embarcação.

Novo cartão-postal da cidade, já  se passaram 22 meses do início da obra, feita com o que há de mais moderno em tecnologia de construção de pontes. O deputado Moisés Diniz, líder do governo na Assembleia Legislativa (Aleac), qualificou a travessia sobre a ponte, que reuniu deputados de situação e oposição, como “um ato de governo com visão de Estado”.

Segundo o diretor do Deracre, Marcus Alexandre, que fez uma explanação aos presentes sobre detalhes técnicos da obra, a ponte do Juruá é uma soma das tecnologias utilizadas em outras pontes modernas do Estado como a terceira e quarta pontes em Rio Branco. Devido ao intenso tráfego de grandes embarcações, a ponte terá dois grandes vãos centrais. A estrutura central, estaiada, de 120 metros, tem toda sua sustentação feita por cabos. O governo teve que deslocar 150 famílias da área de construção da ponte. Para recolocá-los, construiu um conjunto habitacional e dois outros estão sendo feitos.

Como Cruzeiro do Sul faz parte da região do Estado mais sujeita a sofrer abalos sísmicos, a ponte foi projetada para suportá-los com pilares entre 27 e 30 metros de profundidade. Outros dados comprovam a magnitude da obra, como a utilização de 70 mil sacos de cimento. Durante o ato ocorrido na ponte, o compositor e cantor cruzeirense Alberto Loro cantou uma canção de sua autoria, saudando o “elo que liga a floresta ao mar”. A ponte já será  transitável por veículos na reabertura da BR-364, em junho próximo, enquanto a estrada da Variante, que tem 12,5 quilômetro e faz o acesso à BR-364, estará concluída até o fim do verão.
0_9987sd8f7sdf.jpg

leia mais em agencia.ac.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Termina Prazo para Vistoria de Veículo de Leílão

O 2º Leilão Público de Veículos do município de Tarauacá, que foi realizado no dia 06 de julho, no auditório da Escola de Ensino Médio ...