segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Inaugurada a Ponte da União; Integração entre os vales do Acre e do Juruá

Governador anunciou que fará uma visita de vistoria, trecho a trecho, na BR-364.
A ponte sobre o Rio Juruá é a maior do Acre e recebeu iluminação de alta tecnologia (Foto: Sérgio Vale/Secom)
A ponte sobre o Rio Juruá é a maior do Acre e recebeu iluminação de alta tecnologia (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Quatorze de agosto de 2011. Dia dos Pais. Um dia que começou com chuva para lavar definitivamente as dúvidas dos que não acreditaram no sonho. Mas a noite, sem chuvas, foi perfeita, enfeitada pela lua, que se vestiu com a cor mais bonita para presenciar essa página da história acreana.

Chegou a hora de inaugurar um marco para o povo do Acre, uma obra que representa a integração do Estado. Mais que isso, significa a realização de uma vontade que habita nos corações acreanos e que veio para unir, de forma definitiva, o povo do Acre: a Ponte da União.

No fim da tarde de domingo homens, mulheres, crianças e idosos começaram a chegar e, pouco a pouco, foram preenchendo a cabeceira e os vãos da ponte sobre o rio Juruá. Muitos não acreditaram que veriam esse dia, que demorou 43 anos para chegar. A BR-364 começou a ser construída em 1968 e desde então o povo do Acre passou a sonhar com o momento em que poderiam cruzar o rio sem a ajuda das balsas e catraias e que, pela estrada asfaltada, chegariam à capital.


O ministro dos Transportes, Sérgio Passos, recebeu das mãos do governador Tião Viana uma réplica da Ponte da União feita em marchetaria pelo artista cruzeirense Maqueson Silva (Foto: Sérgio Vale/Secom)
O ministro dos Transportes, Sérgio Passos, recebeu das mãos do governador Tião Viana uma réplica da Ponte da União feita em marchetaria pelo artista cruzeirense Maqueson Silva (Foto: Sérgio Vale/Secom)


A solenidade teve início às 20h45. Somente às 22h50 as luzes da ponte foram acesas e os fogos de artifício brilharam no céu. Era o momento mais esperado da noite.

“A alegria desse momento é a possibilidade de progresso para essa região. Essa ponte não poderia ter um nome melhor. Quero que ela sirva para a vida das pessoas. Ela tem o significado dos sonhos de cada um de nós. Quero agradecer a todos vocês que estão aqui para viver essa parte da história conosco”, disse o governador Tião Viana.

Tião também anunciou que fará uma visita de vistoria, trecho a trecho, na BR-364 e que no dia 30 de setembro volta a Cruzeiro do Sul para anunciar, em cadeia estadual de rádio e televisão, que a estrada não será mais fechada.




Uma chance para acreditar
O ex-governador Jorge Viana, que agora representa o Acre no Senado, discursou com a voz embargada pela emoção de ver, após tanta luta, a ponte sobre o Rio Juruá  ser entregue. “O trabalho mais difícil não foi conseguir recursos, não foi construir a ponte, não foi realizar a obra. O mais difícil nessa caminhada de 12 anos foi mudar o pensamento das pessoas, fazer com que elas acreditassem que queríamos trabalhar por elas. Nós sempre acreditamos que o trabalho unia as pessoas, e era isso que pedíamos: uma chance para mostrar a nossa vontade”, comentou.

Em sua fala, Jorge Viana reconheceu o esforço de pessoas como Sérgio Nakamura, o primeiro a rabiscar no papel os traços do que seria mais tarde a maior ponte acreana, e dos deputados estaduais e federais, que estiveram juntos ao longo da jornada. “Outro que não mediu esforços foi o Tião [Viana], que, como senador, tem o dedo dele em cada metro quadrado dessa estrada”, declarou

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vende-se Uma Casa em Tarauacá