sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Correnteza arrasta baleia-jubarte para a praia e dificulta resgate no RN

Espécie encalhou em praia de Areia Branca nesta quinta-feira.
Voluntários trabalham para retirar animal quando a maré encher.

baleia-jubarte em RN (Foto: Carlos Júnior/ VC no G1)
Voluntários hidratam nesta sexta-feira (21) exemplar de baleia-jubarte que encalhou no Rio Grande do Norte. Correnteza arrastou animal para área mais rasa, fato que dificulta ainda mais o trabalho de retirada (Foto: Carlos Júnior/ VC no G1)

Equipes de resgate continuaram na madrugada desta sexta-feira (21) o trabalho de resgate de um exemplar de baleia-jubarte que havia encalhado no dia anterior na praia de Upanema, em Areia Branca (RN).
O animal, com dez metros de comprimento e sem forças para nadar sozinho, foi arrastado cerca de 50 metros pela correnteza para a parte mais rasa da praia e dificulta as chances de levar o mamífero aquático de volta para mar aberto.

Segundo Ana Emília Alencar, bióloga e técnica do Projeto de Monitoramento de Cetáceos da Costa Branca, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, cerca de 15 pessoas, entre técnicos, membros da Marinha e da Polícia Ambiental, trabalham em uma nova tentativa de desencalhe da jubarte.
“Estamos aguardando o aumento da maré para iniciar um novo procedimento. Vamos laçar algumas cintas na baleia, prendê-las em um rebocador e tentar puxar a jubarte para o fundo. Além disso, serão utilizados infladores para que o animal consiga ser removido”, disse.

A bióloga disse ainda que cobertores molhados são colocados constantemente sobre o corpo do cetáceo, que recebe ainda hidratação com soro fisiológico e pomada para evitar queimaduras. O espécime é jovem e não apresenta ferimentos graves, apenas arranhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário