quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Licitação para obra da ponte do Madeira deve sair em 45 dias, informa Aníbal

Por outro lado, o senador Aníbal alertou para a possibilidade de uma nova intervenção no sentido de, mais uma vez, impedir o andamento do processo.
Ponte sobre o rio Madeira é um dos grandes sonhos dos acreanos/Foto: Ilustração
Ponte sobre o rio Madeira é um dos grandes sonhos dos acreanos/Foto: Ilustração
Em pronunciamento na sessão plenária do Senado, nesta quarta-feira (08) o senador Aníbal Diniz (PT-AC) comemorou a informação de que o edital de licitação para a obra da ponte sobre o Rio Madeira, no trecho da BR 364, que interliga os estados do Acre e de Rondônia, deve sair nos próximos 45 dias. Por reiteradas vezes, o parlamentar tem levado o problema ao conhecimento das autoridades, inclusive da presidenta Dilma, e cobrado providências.
 
Na última terça-feira (06), Aníbal Diniz esteve com o governador Tião Viana em audiência com o diretor geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), general Jorge Fraxe, quando foram tratar das obras de manutenção da BR 364, no trecho entre Rio Branco e Sena Madureira. Na ocasião, pediram posicionamento sobre a questão da ponte.
 
“Nos colocamos a disposição para saber de que maneira poderíamos ajudar no sentido de que as travas criadas para a execução da obra fossem tiradas do caminho para haja aquela licitação e a construção da ponte sobre o Rio Madeira possa, de fato, acontecer”, relatou o senador Aníbal.
 
Como resposta, foram informados que os problemas com a Justiça já haviam sido resolvidos. “Para a nossa alegria, o Diretor-Geral do DNIT afirmou que o edital está sendo refeito e vai estar publicado nos próximos e que, por se tratar de uma obra em regime diferenciado de contrato, um RDC, haverá a possibilidade de contratação, provavelmente, nos próximos 40 ou 45 dias”, ressaltou.

Por outro lado, o senador Aníbal alertou para a possibilidade de uma nova intervenção no sentido de, mais uma vez, impedir o andamento do processo.

“Vamos estar atentos para não permitir que aquela máfia dos balseiros venha impedir que essa licitação aconteça, o que é algo que vem se repetindo muitas vezes. Temos que juntar, cada vez mais, os esforços das bancadas do Acre e de Rondônia para garantir que essa obra seja licitada e iniciada o quanto antes, para o bem do povo do Acre e para o bem do povo de Rondônia”, conclamou os pares naquela Casa Legislativa.Fonte:

Nenhum comentário:

Postar um comentário