sexta-feira, 28 de março de 2014

CARTA RESPOSTA AO VEREADOR ROBERTO FREIRE(PROS)

VEREADOR LEVANTA SUSPEITAS SOBRE POSSÍVEIS IRREGULARIDADES NA COOPERATIVA.

Publicado na última quinta feira (27) neste prestigiado Blog,(Blog do Accioly), em que o Vereador ROBERTO FREIRE (PROS), teria afirmado ter suspeitas de que a Cooperativa COOPTAR estaria sendo usada para lavagem de dinheiro e venda de produtos superfaturados, aduzindo que teria pedido uma série de informações sobre as origens das receitas da Cooperativa, bem como sua movimentação financeira, fornecedores e clientes, a pretexto de que teria recebido denúncias de pessoas que objetivam ver a Câmara de Vereadores investigar a COOPTAR, dizendo que, na qualidade de representante do povo, cumpre com seu papel parlamentar, esclarecemos que:
 
  A Cooperativa COOPTAR constituída com fins de contribuir com o fortalecimento da agricultura familiar local tem, hoje, 140 associados, e mantém contratos com a CONAB e Governo do Estado do Acre para aquisição de produtos alimentícios oriundos da agricultura familiar e mantinha, até o final do ano passado, contrato de aquisição de produtos regionais destinados à merenda escolar junto à Prefeitura de Tarauacá, contratos que se submeteram a processos licitatórios, que destinam percentual fixo de participação de Cooperativas em suas cartas licitatórias, na forma da Lei 8.666/93 e suas alterações, pactos, portanto, que seguem o crivo da legalidade, sendo desleais, difamatórias e caluniosas, as infelizes declarações do Vereador ROBERTO FREIRE, na medida em que todos os contratos celebrados entre Cooperativa e órgãos públicos têm obtido resultado prático, distribuindo renda aos pequenos produtores que, em contrapartida, negociam seus produtos com preços justos que são, posteriormente, destinados à merenda escolar;

   Tais declarações têm como propósito atingir a honra dos sócios e da própria COOPTAR, de modo que o Vereador em questão demonstra total despreparo e falta de zêlo com a função que ocupa ou, por outra, está muito mal assessorado, ao querer manipular os documentos da entidade em debate, eis que não é função de Vereador investigar Cooperativas, protegidas que são pelo art. 5º, da Constituição Federal, que em seu inciso XVIII determina que: “a criação de associações e, na forma da lei, a de cooperativas independem de autorização, sendo vedada a interferência estatal em seu funcionamento”, de maneira que nenhum ente político, inclusive, o órgão Câmara de Vereadores, pode interferir no funcionamento de Cooperativa, esclarecendo, nesse particular, que a COOPTAR tem mantido boas relações com a maioria dos Vereadores que, diferentemente do parlamentar em questão, têm se interessado em melhorar as condições da agricultura familiar local, apoiando as iniciativas da entidade;

   Com vistas a atingir o Prefeito, com quem o Vereador tem insistido em manter relação politica com vistas a abocanhar alguns cargos municipais para seus aderentes, em troca de apoio político na Câmara de Vereadores, como se comentam nos quatro cantos da cidade, e ante a resistência dos Partidos que compõem a coligação que administra a cidade em aceitar o Vereador, este tenta como subterfúgio, macular os contratos que a municipalidade celebrou com a COOPTAR e outras entidades, demonstrando, com isso, seu “valor” de oposicionista, no único propósito de fazer crer aos partidários do Prefeito ser melhor tê-lo como apoiador do que como oposicionista na Câmara Municipal.

    A ser assim, resta apenas lamentar a desastrosa estratégia do Vereador, cujas declarações publicadas neste Blog serão levadas à apreciação do corpo administrativo da Cooperativa que, detidamente, analisará eventuais danos causados à entidade e a seus sócios, devendo, uma vez comprovado o dano, interpelá-lo judicialmente para que o repare civilmente e seja criminalmente processado pelas aleivosias praticadas em face da Cooperativa e de seus associados.
Obrigado pelo espaço que nos confere,

Tarauacá/AC, 28 de Março de 2014.


COOPTAR e sócios - Carlinhos Félix - Presidente

Nenhum comentário:

Postar um comentário